POR QUE AGORA SEREMOS SANTUÁRIO DA FAMÍLIA?

O que é um santuário?

Um santuário, no conceito religioso, é um local sagrado, para onde, por devoção, acorrem peregrinos de diversas regiões. Geralmente possui objetos simbólicos usados no culto, estes objetos são imagens ou relíquias.

Como surgiu o Santuário de Santa Terezinha em Bandeirantes?

A paróquia foi criada em 1º de março de 1939 por decreto de Dom Ernesto de Paula, 2º bispo diocesano, que empossou como primeiro pároco o Pe. Manuel Pacheco. Em outubro de 1948 como registrado no livro tombo, aconteceu um primeiro sinal de que se tornaria um santuário com primeira romaria das Congregações Marianas de várias cidades da região para a então Matriz de Bandeirantes, na intenção de homenagear a padroeira das missões, àquela que São Pio X chamou de “a maior santa dos tempos modernos” e que Pio XI a canonizou dizendo que ela seria a estrela de seu pontificado. No ano de 1942 aconteceu o primeiro novenário em louvor a Santa Terezinha. No dia 29 de maio de 1949 a paróquia foi consagrada ao Imaculado Coração de Maria, pois Santa Terezinha era muito devota da Virgem Maria. No dia 11 de agosto de 1956 a Matriz de Santa Terezinha recebeu a visita das relíquias de São Roque Gonsales, que é o seu coração incorruptível, um sinal divino de que esse lugar é sagrado. No dia 29 de junho de 1962 a cidade de Bandeirantes foi consagrada ao Sagrado Coração Coração de Jesus, o qual Santa Terezinha amava, fazendo-se membro do Apostolado da Oração. Em 5, 6 e 7 de novembro de 1998, nossa matriz recebeu a visita da urna com os restos mortais de Santa Terezinha. Após a calorosa aceitação, Dom Fernando comunicou o Papa Bento XVI que enviou a sua Benção Apostólica para confirmar esse desejo devocional do povo. Essa carta fica exposta na Igreja para conhecimento de todos. A elevação da Paróquia Santa Terezinha à Santuário Diocesano ocorreu no dia 15 de dezembro de 2007, por sua Excelência Reverendíssima Dom Fernando José Penteado, 6º bispo de Jacarezinho, a pedido do Pe. Claudinei Antonio, pároco na época e apoiado pelo Conselho de Pastoral, depois de perceber o fluxo de devotos que vinham rezar nessa igreja e o fervoroso povo de Bandeirantes que desde sempre nutri uma devoção forte a Santa Terezinha, e percebendo que na maioria das paróquias da Diocese de Jacarezinho celebra-se no dia 01 de outubro a conhecida “missa das rosas”, ou seja, a devoção a Santa Terezinha não é algo exclusivo da cidade de Bandeirantes, por isso, a graça de Deus quis que fosse concretizado essa devoção espalhada por toda a Diocese com a criação do Santuário Diocesano de Santa Terezinha do Menino Jesus e da Sagrada Face.

Por que o carisma de Santuário da Família?

Tendo em vista o amor que Terezinha nutria por seus pais, a ponto de dizer “O Bom Deus deu-me um pai e uma mãe mais dignos do céu do que da terra”, na alegria de estarmos vivendo o Ano da Família, Amoris Laetitia, instituído pelo Papa Francisco, houve o anseio de deixar um gesto concreto como marco de encerramento deste ano em nossa Diocese de Jacarezinho. Nosso pároco Pe. Rodolfo Chagas Pinho, após ter ouvido alguns fiéis, membros da pastoral familiar de nossa Diocese e ter consultado o Conselho de Pastoral Paroquial que por unanimidade aprovou e tendo recebido parecer favorável do Conselho de Presbítero de nossa Diocese e aprovação de nosso Bispo Diocesano Dom Antonio Braz Benevente, comunicou a todos que escolheu-se o Santuário de Santa Terezinha para receber a identidade do carisma de Santuário da Família.

Em meados de 2020 nosso Santuário passou a ter um contato mais profundo com o Santuário de Alençon na França, o santuário dos pais de Santa Terezinha. O contato foi aumentando e a partilha espiritual fez tornar-se uma forte ligação do Brasil com a França através desses dois santuários e assim teve início a devoção a São Luiz e Santa Zélia Martin, e foi possível ver nascer uma fonte de graças no Santuário de Santa Terezinha de Bandeirantes/PR, com fiéis já testemunhando milagres com a intercessão da Família Martin.

A instituição do carisma como Santuário da Família vem em resposta a necessidade de despontar um santuário baluarte que está alerta na defesa da família e da vida, instituição tão ferida nos tempos atuais.

Motivados pelas comemorações dos 15 anos de Elevação a Santuário de Santa Terezinha e 25 anos do título de Doutora da Igreja conferido por São João Paulo II a Santa Terezinha em 19 de outubro de 1997. Também nesses 12 anos a frente de nossa Diocese, Dom Antonio Braz tem trabalhado muito a favor da família, juntamente com o plano pastoral da ação evangelizadora que sempre vem colocando a família como prioridade pastoral. Iniciando projeto rumo aos 100 anos de canonização de Santa Terezinha e 10 anos de canonização de seus pais em 2025, tornou-se propício essa graça que já estava sendo esperada, rezada e preparada.

O grande número de famílias que procuram atendimento espiritual, que frequentam as missas e sentindo a necessidade de colocar um casal santo como farol que conduzir a Cristo nosso Caminho, Verdade e Vida, São Luis e Santa Zélia que viveram em tudo o amor matrimonial, nas alegrias e nas doenças como o câncer de Santa Zélia e o alzeimer de São Luis. A busca incessante de Deus através da oração, missa diária, participação em movimentos como Conferencia Vicentina que São Luis era membro. Um casal que só queria que seus filhos fossem para o céu e fizeram de tudo na educação cristã deles. Viveram o luto na perda de quatro filhos pequenos que foram para eternidade. Diante dos desafios atuais que as famílias enfrentam São Luis e Santa Zélia formam um casal e uma família que é luz para a sociedade. E a cidade de Bandeirantes pela providencia de Deus recebe pela primeira vez a visita do padre Thierry, Reitor do Santuário de Alençon na França, padre este que é sobrinho de São Luis Martin, pai de Santa Terezinha. Então chega-se na conclusão de que Deus escolheu essa cidade para a defesa da família e da vida.

Santa Terezinha deixará de ser padroeira de nosso Santuário?

Não. A partir de 10 de junho de 2022, São Luiz e Santa Zélia, serão co-padroeiros da Paróquia. O titulo permanece: Santuário de Santa Terezinha do Menino Jesus e da Sagrada Face.

Assim como outros santuários com diferentes carismas: Santuários Marianos ou Eucarísticos, a cidade de Bandeirantes tem o privilégio de estabelecer o carisma familiar, com o sub titulo Santuário da Família, que nada mais é que a identidade ou carisma espiritual deste lugar sagrado como referência para a fé católica.

 

Evangelize compartilhando:

Deixe um comentário